13/04/2013 15h13 - Atualizado em 14/04/2013 12h12

Um lar para receber muito bem mas, se esconder também

Tríplex em Perdizes São Paulo celebra a privacidade e a festa. O projeto envolveu modificações arquitetônicas no terceiro andar e a criação de todo o décor

Um lar para receber muito bem mas, se esconder também
Imagem divulgação

Se um homem se apaixona por um lugar, é irremediável. Foi o que ocorreu quando o casal de advogados viu esta cobertura tríplex, em Perdizes – com seus 300 m² –, um caso de amor à primeira vista. Para transformar a repentina inspiração em realidade confortável, contrataram as arquitetas da Tride Interiores, Ana Claudia Costa e Bianca Notari.

Do seu apartamento antigo, os moradores trouxeram apenas um sofá – que fica na biblioteca – e as camas de seus três filhos.

Os três andares deste lar têm graus diferentes de privacidade. A cobertura foi feita, justamente, para a visitação. Lá, há a biblioteca, com os muitos de livros de direito do casal, o terraço, com piscina e churrasqueira, e o home theater. No piso intermediário, através do qual se acessa o apartamento, fica a área comum: estar, jantar, cozinha e serviço. Este nível, apesar de ter usos comunais, é mais reservado. Ali, são recebidos no máximo dois casais de amigos para jantar. Por fim, no pavimento mais baixo, ficam os quartos – em absoluta reclusão em relação ao fluxo de amigos e parentes que passam por este lar.

Uma artimanha interessante das arquitetas foi esconder a escada. No estar, ela fica atrás do grande painel de madeira freijó – que também esconde a porta de entrada do apartamento. Na cobertura, a escada se esconde atrás de uma porta num local inusitado: no meio da estante de livros feita de madeira laqueada. Por outro lado, da biblioteca, vê-se toda a varanda, pois os ambientes foram integrados. O espaço externo foi todo fechado com vidro. A iluminação neste andar é abundante. Quando há festas ali, normalmente as crianças ocupam a colorida sala do home theater – com sua parede verde-água e o sofá roxo.

O piso dos segundo e terceiro andares é de madeira tauari. A atmosfera desta morada é contemporânea. O sofá em “L” é da Micasa, as cadeiras da sala de jantar são da Marché Art de Vie, a mesa do terraço veio da Dpot, e a iluminação é da La Lampe. É uma casa feita com bom gosto e boas marcas. Além disso, há muita arte pela morada. No living, há peças de Renan Cepeda, Adriana Duque e Paulo Mandarino, enquanto na parede da sala de jantar fica exposto um quadro de Coca Rodrigues. Na cobertura, os quadros horizontais são de Lito Dias, e a tela que repousa ao lado da estante é de Paulo von Poser.

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

  (Foto: divulgação)

 

Fonte: Casa Vogue

Voltar para o topo
COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA Facebook Twitter